conecte-se conosco

Beleza

5 cuidados indispensáveis com a pele durante o inverno

Com as temperaturas mais baixas e o tempo mais seco, os cuidados precisam ser intensificados.

O inverno chegou e com as baixas temperaturas, é comum que os banhos se tornem mais quentes e demorados, o que somado aos efeitos naturais de agressão devido ao tempo tornam a pele mais seca e sensível.  De acordo com a biomédica integrativa natural, Rafaela Rabelo, em Brasília, a situação tem um agravante ainda maior, devido a baixa umidade do ar, uma vez que a desidratação da pele acontece devido a falta de água, tanto no ar quanto a que é ingerida. 

“Quando o tempo está mais seco e a umidade baixa, nossa pele tende a ficar desidratada, isso está relacionado a quantidade de água, tanto a que ingerimos quanto a do ambiente. Existem alguns ingredientes ativos  como ácido hialurônico que eles puxam a umidade do ar e como em Brasília é baixa, a pele fica mais seca. O frio extremo e o calor extremo causam na pele o que a gente chama de perda transepidérmica de água e com isso vai acumulando os estímulos negativos deixando a pele desidrata”, explica Rafaela. 

Entre os efeitos que se deve observar está a pele com uma aparência mais branca, às vezes pode ter coceira e vermelhidão, além de ficar mais sensível. Como formas de tratamento, a biomédica recomenda que se use no corpo  óleos vegetais e manteiga hidratante. Outras medidas que devem ser adotadas é o consumo de bebidas como água e chá, para que se tenha uma hidratação também das células, uma hidratação interna. 

“Eu sempre digo que a gente tem três pilares de cuidados com a pele, que é limpeza, hidratação e proteção. A limpeza tem que ser mais leve já que a pele está mais sensibilizada pelo frio e desidratação, então recomendo que esse cuidado seja feito com espumas de limpeza, leite de limpeza, é importante evitar ácidos e recomendo investir na limpeza com  óleo pois agride menos a pele”, recomenda a biomédica. 

Baseado nas recomendações da Dra. Rafaela, O Panorama separou 5 dicas de cuidados com a pele que são indispensáveis no frio. Confira!  

Foto: Reprodução/ FreePik

1- Evite banhos quentes

Eles se tornam mais comuns na época mais fria do ano, no entanto, a água quente pode remover uma proteção natural da pele, resultando em uma pele ressecada.  

2- Cuide da área dos olhos

A região dos olhos é uma das que mais podem sentir os efeitos do inverno por ser mais sensível, o que torna atenção redobrada com essa parte do rosto.

3- Cuide da boca

Assim como os olhos, os lábios também têm pele mais fina, que com o frio, fica mais ressecada, perdendo a elasticidade e ficando com rachaduras. Produtos como manteiga de cacau, vitamina E, ácido hialurônico e colágeno são ótimos para essa região.

4- Beba água

É essencial que o seu organismo esteja hidratado, para que a pele possa produzir a sua proteção natural, por isso, se atente à quantidade de água ingerida.

5- Use filtro solar

Não se deixe enganar pelas baixas temperaturas. Mesmo que mais fraca, a radiação do sol não desaparece. Lembre-se sempre de se proteger, em especial, o rosto que está sempre mais exposto.

Para continuar atualizado sobre saúde, política, cultura pop e outros assuntos, lembre-se de checar nosso site e seguir o nosso perfil do Instagram (@OPanoramaOficial).

Beleza

O Panorama dos influenciadores: Elisa Andrade fala sobre carreira de criadora de conteúdo

Com conteúdos de beleza e lifestyle, a ruiva já conquistou 13 mil seguidores no Instagram.

Publicado

on

Foto: Rayra Paiva/ O Panorama

Com as muitas possibilidades que o Instagram oferece, atualmente muitos criadores de conteúdo concentram o seu trabalho exclusivamente na plataforma. É o caso da influenciadora Elisa Andrade, conhecida como “Ruivinha”. Em bate-papo com Kelson Miranda, no Alameda Shopping, a jovem contou sobre como começou e como faz para conciliar o mundo digital com os trabalhos offline. 

Tudo começou quando Elisa tinha entre 15/16 anos e gostava muito de acompanhar canais no YouTube com conteúdos de beleza e maquiagem. Não demorou muito para que a jovem pegasse gosto pela coisa, testando na prática o que aprendia nos vídeos que assistia. 

“Comecei a me maquiar e produzir conteúdo de beleza no YouTube. Um tempo depois acabei perdendo a minha conta e decidi recomeçar no Instagram que era uma plataforma nova e que estava mais em alta”, conta a influenciadora sobre como começou. 

Foto: Rayra Paiva/ O Panorama

Na nova plataforma, a jovem começou dando dicas de maquiagem e beleza, o que conquistou o público. Hoje, além dos conteúdos iniciais, no perfil “@ruivinh” é possível encontrar posts sobre fotografia, marketing digital e lifestyle no geral. Sobre como conciliar a rotina, a influencer conta que é muito organizada, afinal, são muitas tarefas e para dar conta de tudo, só com muita dedicação e organização mesmo. 

Já em relação aos obstáculos encontrados no caminho, a jovem contou que a principal dificuldade está relacionada a conseguir entregar um conteúdo de qualidade, tanto em termos de criatividade quanto em questões técnicas, afinal, a concorrência é muito grande. 

“Ser criador de conteúdo está na moda, então tem que ter um diferencial e saber se destacar na qualidade e na criatividade. Hoje já tenho alguns equipamentos, geralmente faço meus trabalhos com câmera, tem uma iluminação, tem uma luz diferente que dá um brilho diferente e a questão da criatividade sempre inovar”, conta Elisa. 

Foto: Rayra Paiva/ O Panorama

Entre outros assuntos, a jovem que também é fotógrafa, contou que sempre teve o apoio da família e do namorado, que sempre auxilia na captação dos conteúdos para que a entrega final seja sempre com a melhor qualidade possível. Por fim, a influenciadora  deixou uma dica para quem deseja seguir na mesma profissão. 

“Para se tornar um produtor de conteúdo a primeira coisa é persistência, pois você não vai crescer de uma hora para a outra. É uma construção e vão ter várias pessoas que vão te  influenciar a desistir. Tem que focar no que quer realmente quer e trazer para perto de você pessoas que vão te incentivar”, aconselha.

Para saber mais sobre a carreira de Elisa, confira  a entrevista completa no canal de Youtube do O Panorama clicando aqui.

Para continuar atualizado sobre saúde, política, cultura pop e outros assuntos, lembre-se de checar e seguir o nosso perfil do Instagram (@OPanoramaOficial).

Continue lendo

Beleza

Mulheres publicam fotos em preto e branco em desafio no Instagram

As atrizes Gabrielle Union, Kristen Bell e Kerry Washington participaram do desafio

Publicado

on

Foto: Reprodução / Instagram

O Instagram vem sendo invadido por fotos que mulheres, famosas ou não, estão publicando de si mesmas com as palavras “desafio aceito” na legenda.

Não parece haver muitos incentivos por trás do tal desafio fotográfico. E isso pode ser em razão da estética das imagens.

Celebridades como Gabrielle UnionKristen Bell e Kerry Washington aceitaram a tarefa, que parece consistir em publicar uma foto em preto e branco de si mesma como uma demonstração de empoderamento feminino. 

Não há uma causa de justiça social óbvia envolvida, apesar de incentivar as mulheres a compartilharem imagens nas quais se sintam confiantes.

Funciona assim: as mulheres indicam colegas para publicar uma foto monocromática que gostem. Publicam a foto geralmente com as palavras “desafio aceito” e com a hashtag #mulheresapoiandomulheres. Depois, mencionam outras pessoas para que também postem uma foto.

A ação lembra o desafio Dolly Parton, no qual os usuários publicavam quatro imagens diferentes de si mesmos que usariam como fotos de perfil para diferentes redes sociais, como Linkedin e Tinder (por exemplo, uma imagem “intelectual” para o LinkedIn e outra mais sensual para o app de relacionamentos). 

Ava Duvernay participou do desafio. A diretora do filme Selma: uma luta pela igualdade (2014) compartilhou uma imagem de seu rosto em branco e preto, e escreveu que estava “bastante segura de que isso é só uma boa desculpa para publicar fotos”. Mesmo assim, cedeu aos desejos de suas amigas.

Ava Duvernay participou do desafio – Foto: Ava Duvernay / Instagram

Outras celebridades interpretaram o desafio como uma demonstração de sororidade. A atriz indicada ao Oscar Taraji P. Henson publicou uma selfie e escreveu: “Não é um desafio amar as minhas irmãs, mas um presente e um vínculo que temos e que devemos valorizar enquanto caminhamos por esta terra”.

Os críticos ao desafio o classificam como um gesto vazio que obstrui as redes sociais em meio à dupla crise no mundo atual – protestos contra o racismo e a pandemia da Covid-19. Quem já participou defende o ato como uma forma inofensiva de apoiar os amigos e respirar um pouco em meio a tantos problemas.

Já outros preferiram incorporar a questão da justiça racial em suas publicações. Depois de compartilhar uma imagem de si mesma, a apresentadora de televisão Padma Lakshmi, incluiu quatro fotos de mulheres negras assassinadas durante ou após confrontos com policiais, incluindo Breonna Taylor e Sandra Bland, com informações sobre suas histórias e a situação dos agentes envolvidos nas mortes.

Muitas outras pessoas famosas também publicaram suas próprias fotos de “desafio aceito”. A frase, mencionada na maioria das postagens em inglês, já foi usada mais de 4 milhões de vezes no Instagram. Mas essas palavras vão e voltam nas redes sociais. Recentemente, alguns usuários usaram a hashtag para mostrar que estavam em casa para evitar a propagação do novo coronavírus.

Por Scottie Andrew – CNN

Continue lendo

Popular