conecte-se conosco

Esportes

Ana Marcela é pentacampeã mundial dos 25 km na maratona aquática

É o 2º ouro da baiana no Mundial e a terceira vez que sobe ao pódio

Lisa Leutner/Reuters

A baiana Ana Marcela Cunha fez história nesta quinta-feira (30), no Lago Lupa, em Budapeste (Hungria). A brasileira de 30 anos conquistou, pela quinta vez seguida, a medalha de ouro da prova de 25 quilômetros da maratona aquática do Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos. A gaúcha Cibelle Jungblut, de 19 anos, terminou na 13ª colocação.

Foi a terceira vez que Ana Marcela subiu ao pódio na edição de Budapeste – a segunda no topo. Na segunda-feira (27), ela havia sido campeã na prova de cinco quilômetros. Na quarta-feira (29), a baiana foi bronze nos dez quilômetros, distância olímpica da modalidade, na qual conquistou o ouro nos Jogos de Tóquio (Japão), no ano passado.

Ana Marcela se manteve sempre no pelotão de frente, revezando-se na liderança. A brasileira entrou na última volta em segundo, assumindo a ponta antes da última boia e garantindo a vitória na batida de mão, em disputa acirrada com mais três nadadoras, após 5h24min15s de prova. Ela chegou 20 centésimos a frente da alemã Lea Boy, que ficou com a prata. A holandesa Sharon Van Rouwendaal foi a medalhista de bronze, a 30 centésimos da baiana.

“É uma emoção muito grande. Foram dias muito difíceis para poder chegar aqui. Não sabia realmente se poderia estar neste Mundial. Gostaria de agradecer a todos que participaram da minha recuperação para que eu pudesse chegar aqui, poder representar bem o Brasil e conquistar estas três medalhas”, festejou Ana Marcela, ao site da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).

Na disputa masculina de 25 quilômetros, o carioca Bruce Hanson deixou a prova na penúltima volta, com dores no ombro. A vitória foi do italiano Dario Verani, com 5h02min21s50, um segundo e 20 centésimos a frente do francês Axel Reymond, que levou a prata. O bronze ficou com o húngaro Peter Galicz.

Esportes

Nadal desiste do Torneio de Montreal, preparatório para o US Open

Multicampeão espanhol ainda se recupera de distensão abdominal

Publicado

on

Reuters/Paul Childs/Direitos reservados

Rafael Nadal anunciou nesta sexta-feira (5) que desistiu do evento de preparação para o Aberto dos Estados Unidos na próxima semana em Montreal, no Canadá, devido à mesma distensão abdominal que o obrigou a ficar de fora da semifinal de Wimbledon no mês passado.

A tentativa de Nadal, número três do mundo, de conquistar todos os Grand Slams do calendário terminou depois que ele desistiu de seu tão esperado confronto contra o australiano Nick Kyrgios menos de 24 horas antes da partida.

Nadal, que soma 22 títulos de Grand Slam, é cinco vezes campeão do ATP 1000 em Montreal, que começa na segunda-feira (8).

“Já venho treinando há algum tempo sem sacar e comecei com saques há quatro dias. Tudo estava indo bem, porém ontem, depois do meu treino normal, senti um leve incômodo no abdômen e hoje ainda estava lá”, disse Nadal em um comunicado. “Depois de falar com meu médico, preferimos levar as coisas de forma conservadora e dar mais alguns dias antes de começar a competir”. “Estou muito triste por não viajar para Montreal e jogar um torneio que ganhei cinco vezes e que adoro jogar. Espero sinceramente poder voltar lá para jogar diante de um público incrível”, completou.

O campeão de Wimbledon, Novak Djokovic, também se retirou do evento na quinta-feira, pois não pode entrar no país sem estar totalmente vacinado contra a Covid-19, enquanto o britânico Andy Murray recebeu um dos quatro convites.

Continue lendo

Esportes

Brasileiros levam prata e bronze em Mundial de Paracanoagem no Canadá

Luis Carlos Cardoso faturou medalha de prata e Mari Santilli o bronze

Publicado

on

Fabio Canhete/CBCa/Direitos Reservados

O Brasil subiu duas vezes ao pódio nesta sexta-feira (5) no Mundial de Paracanoagem em Halifax (Canadá).  Vice-campeão olímpico em Tóquio, Luis Carlos Cardoso voltou a conquistar prata nos 200 metros KL1 (prova em caiaque com atletas que usam somente os braços).  E teve também pódio feminino com Mari Santilli, que brilhou com o bronze em sua estreia na disputa dos 200m VL3 (canoa havaiana na qual o competidor usa braços, o tronco e as pernas na remada).

Assim como nos Jogos de Tóquio, o piauiense Luís Carlos deixou escapara o ouro para o mesmo adversário: o húngaro Peter Kiss que cruzou a linha de chegada em 48s40. O brasileiro chegou em segundo lugar (49s14) e o bronze ficou com francês Remy Bolle (50s98).

“Estou feliz demais. Faz 10 anos que estou na canoagem, todo ano conquistou uma medalha e este ano não poderia ser diferente. Quase peguei o primeiro lugar, mas vou trabalhar cada vez mais para garantir esse primeiro lugar aí”, disse Luís Carlos,  logo após a prova.

Mari Santilli conquista bronze no Mundial de Paracanoagem 2022
Logo na estreia na categoria VL3, Mari Santilli garantiu o bronze no Mundial de Paracanoagem, ficando atrás apenas das experiente britânicas Charlote Henshaw (ouro) e Hope Gordon (prata) –  Fabio Canhete/CBCa/Direitos Reservados

A paranaense Mari Santilli também comemorou muito o bronze, sua primeira medalha na canoa havaiana. Ela completou a prova nos 200m VL3 na terceira posição,  em 1m03s97, atrás das experientes britânicas Charlote Henshaw (59s58) medalha de ouro, e Hope Gordon (1m00s84) que ficou com a prata.

“Eu sou categoria baby, estreia, elas são mais experientes, então 2023 que me aguarde”, projetou Santilli, que volta a competir às 10h52 deste sábado (6), na final dos 200m do caiaque (KL3).

Por – Agencia Brasil

Continue lendo

Esportes

Palmeiras mostra força e arranca empate com o Atlético na Libertadores

Jogando no Mineirão, Verdão e Galo ficam no 2 a 2

Publicado

on

Pedro Souza/Atlético

O Palmeiras mostrou força e arrancou um empate heroico de 2 a 2 com o Palmeiras em um jogo muito movimentado, disputado na noite desta quarta-feira (3) no estádio do Mineirão, válido pela ida das quartas de final da Copa Libertadores. A definição do classificado para as semifinais da competição será na próxima semana, quando as equipes voltam a se enfrentar no Allianz Parque, em São Paulo.

Quem avançar entre o Galo e o Verdão terá pela frente o vencedor do confronto envolvendo o Athletico-PR e o Estudiantes (Argentina), que começa a ser disputado na próxima quinta-feira (4) na Arena da Baixada, em Curitiba.

O jogo

O Atlético-MG começou melhor na partida, forçando a marcação no campo do Palmeiras de forma a tentar roubar a bola e criar chances de marcar. Com esta postura, o Galo não demorou a criar oportunidades. Logo aos dois minutos, Zaracho acertou uma bicicleta para defesa do goleiro Weverton.

Cinco minutos depois foi a vez de Hulk finalizar, com uma bomba que acabou indo por cima do gol. Já o Verdão chegou pela primeira vez com perigo aos 10 minutos, em cobrança de falta de Gustavo Scarpa que parou em defesa de Everson.

Porém, o domínio era mesmo do Galo, que empilhou oportunidades com Zaracho (aos 12), Keno (aos 14, aos 16 e aos 25), Hulk (aos 17) e Ademir (com chute na trave aos 31). Apesar do domínio da equipe de Cuca, o Palmeiras chegou a dar um susto nos mineiros, ao colocar a bola no fundo da rede aos 39 minutos com Piquerez. Mas o lance foi anulado pelo juiz com auxílio do VAR (árbitro de vídeo) por causa de posição irregular de Scarpa.

Aos 43 minutos Jair recebeu na área, tentou girar em cima da marcação de Marcos Rocha e acabou sendo derrubado. O árbitro assinalou pênalti, que foi cobrado por Hulk com perfeição. Com este gol o camisa 7 se tornou o maior artilheiro do Atlético-MG na história da competição continental com o total de 12 tentos.

No retorno do intervalo, o Galo mostrou eficiência, pois no primeiro minuto Keno avançou pela ponta esquerda e cruzou rasteiro para o meio da área. O zagueiro Murilo se enrolou e acabou fazendo contra. Porém, o Palmeiras não estava morto, e conseguiu descontar aos 13 minutos. Scarpa acertou o travessão em linda cobrança de falta e Murilo aproveitou o rebote para escorar e marcar, se redimindo da falha anterior.

Com o gol o Verdão se animou e lutou até o final. E o esforço foi premiado aos 46 minutos, quando Scarpa cobrou escanteio na área, Dudu desviou de peixinho e Danilo apenas escorou para o fundo do gol para arrancar um empate muito importante.

Próximos compromissos

Depois da partida decisiva pela Libertadores, o Palmeiras volta a defender a sua liderança do Brasileiro, em jogo contra o Goiás no domingo (7). No mesmo dia o Atlético-MG recebe o Athletico-PR no Mineirão.

Por: Agência Brasil

Continue lendo

Popular