conecte-se conosco

Distrito Federal

Juíza determina novo fechamento de parte do comércio no DF

Determinação judicial passa a valer na próxima quinta-feira

Foto: Rayra Paiva Franco/O PANORAMA

A juíza Kátia Balbino, da 3ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (30) que o Distrito Federal deve voltar a fechar parcialmente algumas áreas do comércio para combater a disseminação da covid-19.  A decisão não é definitiva e o governo do DF pode recorrer.

De acordo com a decisão, a medida passará a valer na quinta-feira (1º) e deve prevalecer até que a ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) disponíveis na rede pública fique entre 80% e 85%. Além disso, a lista de espera de leitos de UTI para pacientes com covid-19 deve ficar com menos de 100 pessoas. 

Pela decisão, o Distrito Federal deve retomar às medidas restritivas que estavam sendo aplicadas antes da reabertura do comércio. Na segunda-feira (29), o governo do Distrito Federal autorizou a reabertura de parte do comércio local após 29 dias de suspensão de uma série de atividades consideradas não essenciais, como shoppings, bares, restaurantes, salões de beleza e barbearias. 

Segundo a juíza Kátia Balbino, o novo fechamento parcial é necessário devido ao “colapso do sistema público e privado” de saúde no DF. 

“Interessante notar que as medidas tomadas pelo Distrito Federal, às quais este juízo demonstrou total deferência, sem qualquer juízo de valor sobre a essencialidade das atividades autorizadas no período, comprovaram uma capacidade de reduzir aos poucos o índice de transmissão, mas, decorridos mais de 15 dias, ainda não surtiram o efeito esperado na gestão da saúde pública, que segue incapaz de atender a demanda. 

A decisão foi motivada por uma ação da Defensoria Pública da União (DPU).

Por: Agência Brasil

Distrito Federal

Ação conjunta em festa termina com apreensão de arma e drogas

No momento da abordagem havia 50 pessoas na chácara.

Publicado

on

Foto: Divulgação/PMDF

Policiais militares do Grupo Tático Operacional do 16º Batalhão (Gtop 36) e da PMGO prenderam dois homens por porte ilegal de arma e tráfico de drogas no Incra 09 em Brazlândia. As equipes receberam a denúncia de que havia uma festa com pessoas ostentando armas e fazendo uso de drogas, às 22h desta segunda-feira (19). Os participantes do evento postaram fotos em rede social, o que confirmou a denúncia.
Ao chegarem na festa os policiais presenciaram dois carros saindo da chácara. O primeiro veículo atendeu a ordem de parada dada pelo Gtop 36. Em baixo do banco do motorista os policiais encontraram um revólver calibre 32, desmuniciado. O passageiro assumiu a propriedade da arma de fogo.

O segundo veículo foi acompanhado e alcançado. No momento da abordagem o motorista desembarcou e correu para um milharal. Posteriormente ele foi encontrado, na pochete do suspeito estavam R$ 958,00 em espécie e duas munições de calibre 38. Dentro do carro havia nove porções de cocaína, sete porções de maconha e uma garrafa de loló. Uma das passageiras portava um celular com restrição de roubo.


Todos foram encaminhados para a 15ª DP. O primeiro era morador de Recife (PE) e estava a poucos dias no DF. Ele foi autuado por porte ilegal de arma de fogo. O segundo detido tinha passagem por homicídio contra um policial da PMGO. Este foi preso em flagrante por porte de munição e tráfico de drogas. A mulher que portava o celular roubado foi autuada por receptação.
O dono do estabelecimento foi multado em R$ 20 mil por descumprimento de medida sanitária e teve suas atividades suspensas por 30 dias.

Por: PMDF

Continue lendo

Distrito Federal

Casal é preso por estupro de vulnerável

Os acusados, que foram indiciados por estupro de vulnerável, podem ser condenados a penas que variam de 8 a 15 anos de prisão.

Publicado

on

Foto: Rayra Paiva Franco/O PANORAMA

Na tarde de segunda-feira (19), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da 30ª DP (São Sebastião), prendeu em flagrante um casal acusado de estuprar uma mulher que estava desmaiada após o consumo excessivo de álcool.

Segundo as investigações, os acusados e a vítima estavam bebendo em casa. Após a mulher começar a passar mal, e se deitar, o homem, 34 anos, iniciou os abusos sexuais. Enquanto o crime aconteceu, a acusada, 28, filmava a cena.
Após a ciência dos fatos, policiais, com o apoio da Divisão de Operações Aéreas (DOA), encontraram o casal escondido em casa localizada no interior de uma fazenda na zona rural de São Sebastião. Os agentes encontraram, no celular da envolvida, as imagens do crime.

Por: Assessoria de Comunicação/DGPC

Continue lendo

Distrito Federal

DF só aplica segunda dose da vacina em quem tomou primeira na capital

Objetivo é assegurar ciclo completo de imunização contra covid-19

Publicado

on

Foto: Rayra Paiva Franco/O PANORAMA

O governo do Distrito Federal (GDF) anunciou nesta segunda-feira (19) que a segunda dose da vacina contra a covid-19 será aplicada somente a quem recebeu a primeira dose na capital. A informação foi dada em entrevista coletiva realizada na sede da administração distrital.

Segundo o GDF, a decisão foi tomada com objetivo de “assegurar o ciclo completo de imunização contra a covid-19 aos pacientes que já receberam a primeira dose”.

O DF já recebeu até o momento 712.310 doses, sendo 536.560 da CoronaVac e 175.750 da Covshield/AstraZeneca. Na capital, até o a noite de hoje, 360.178 pessoas tinham tomado a primeira dose e 140.433, a segunda.

O Distrito Federal tem 2.309.944 moradores. Assim, a primeira dose do imunizante já foi aplicada a 15% da população e a segunda, a 6% dos residentes no DF.

Por: Agência Brasil

Continue lendo

Popular