conecte-se conosco

Distrito Federal

Justiça condena rapaz que atirou em criança de 3 anos

O crime ocorreu em 2018 e o réu foi condenado a 10 anos de reclusão

Polícia Civil e MPDFT condenam acusado de atirar contra menina de 3 anos
Foto: Rayra Paiva Franco

O Tribunal do Júri de Santa Maria condenou Daniel Gustavo Ferreira Lima à pena de 12 anos e 10 meses de reclusão a ser cumprida em regime fechado, nesse primeiro momento. O réu foi condenado pela prática de três homicídios tentados por motivo torpe, além de atingir uma criança de 3 anos de idade. O crime ocorreu em 2018.

Durante seu interrogatório, Daniel negou a prática do crime e alegou não conhecer as vítimas, além de não saber indicar o autor e o porquê de está sendo acusado. No entanto, o Ministério Público do Distrito Federal e Território (MPDFT) sustentou a condenação do réu nos termos da denúncia.

“O condenado não só agiu com dolo direto, mas imbuído de exacerbado propósito homicida”

Foto: reprodução internet. O réu Daniel Gustavo.

Entenda o caso

O crime ocorreu em 2018 na Santa Maria, 13ª Região Administrativa do DF. Daniel Gustavo, na época com 18 anos, disparou seis vezes contra um carro que havia três inimigos dele em uma via pública onde diversas crianças brincavam. Nenhum dos alvos foi atingido. No entanto, uma criança de apenas 3 anos foi baleada.

A menina, baleada no lado esquerdo da testa, ficou internada em estado grave na UTI do Hospital de Base. Ela respirava com ajuda de aparelhos e chegou a perder massa encefálica durante a cirurgia de remoção da bala. Segundo a Polícia Civil do DF, Daniel possui sete passagens pela polícia ainda quando menor de idade.

Clique para comentar

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Distrito Federal

Ação conjunta em festa termina com apreensão de arma e drogas

No momento da abordagem havia 50 pessoas na chácara.

Publicado

on

Foto: Divulgação/PMDF

Policiais militares do Grupo Tático Operacional do 16º Batalhão (Gtop 36) e da PMGO prenderam dois homens por porte ilegal de arma e tráfico de drogas no Incra 09 em Brazlândia. As equipes receberam a denúncia de que havia uma festa com pessoas ostentando armas e fazendo uso de drogas, às 22h desta segunda-feira (19). Os participantes do evento postaram fotos em rede social, o que confirmou a denúncia.
Ao chegarem na festa os policiais presenciaram dois carros saindo da chácara. O primeiro veículo atendeu a ordem de parada dada pelo Gtop 36. Em baixo do banco do motorista os policiais encontraram um revólver calibre 32, desmuniciado. O passageiro assumiu a propriedade da arma de fogo.

O segundo veículo foi acompanhado e alcançado. No momento da abordagem o motorista desembarcou e correu para um milharal. Posteriormente ele foi encontrado, na pochete do suspeito estavam R$ 958,00 em espécie e duas munições de calibre 38. Dentro do carro havia nove porções de cocaína, sete porções de maconha e uma garrafa de loló. Uma das passageiras portava um celular com restrição de roubo.


Todos foram encaminhados para a 15ª DP. O primeiro era morador de Recife (PE) e estava a poucos dias no DF. Ele foi autuado por porte ilegal de arma de fogo. O segundo detido tinha passagem por homicídio contra um policial da PMGO. Este foi preso em flagrante por porte de munição e tráfico de drogas. A mulher que portava o celular roubado foi autuada por receptação.
O dono do estabelecimento foi multado em R$ 20 mil por descumprimento de medida sanitária e teve suas atividades suspensas por 30 dias.

Por: PMDF

Continue lendo

Distrito Federal

Casal é preso por estupro de vulnerável

Os acusados, que foram indiciados por estupro de vulnerável, podem ser condenados a penas que variam de 8 a 15 anos de prisão.

Publicado

on

Foto: Rayra Paiva Franco/O PANORAMA

Na tarde de segunda-feira (19), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da 30ª DP (São Sebastião), prendeu em flagrante um casal acusado de estuprar uma mulher que estava desmaiada após o consumo excessivo de álcool.

Segundo as investigações, os acusados e a vítima estavam bebendo em casa. Após a mulher começar a passar mal, e se deitar, o homem, 34 anos, iniciou os abusos sexuais. Enquanto o crime aconteceu, a acusada, 28, filmava a cena.
Após a ciência dos fatos, policiais, com o apoio da Divisão de Operações Aéreas (DOA), encontraram o casal escondido em casa localizada no interior de uma fazenda na zona rural de São Sebastião. Os agentes encontraram, no celular da envolvida, as imagens do crime.

Por: Assessoria de Comunicação/DGPC

Continue lendo

Distrito Federal

DF só aplica segunda dose da vacina em quem tomou primeira na capital

Objetivo é assegurar ciclo completo de imunização contra covid-19

Publicado

on

Foto: Rayra Paiva Franco/O PANORAMA

O governo do Distrito Federal (GDF) anunciou nesta segunda-feira (19) que a segunda dose da vacina contra a covid-19 será aplicada somente a quem recebeu a primeira dose na capital. A informação foi dada em entrevista coletiva realizada na sede da administração distrital.

Segundo o GDF, a decisão foi tomada com objetivo de “assegurar o ciclo completo de imunização contra a covid-19 aos pacientes que já receberam a primeira dose”.

O DF já recebeu até o momento 712.310 doses, sendo 536.560 da CoronaVac e 175.750 da Covshield/AstraZeneca. Na capital, até o a noite de hoje, 360.178 pessoas tinham tomado a primeira dose e 140.433, a segunda.

O Distrito Federal tem 2.309.944 moradores. Assim, a primeira dose do imunizante já foi aplicada a 15% da população e a segunda, a 6% dos residentes no DF.

Por: Agência Brasil

Continue lendo

Popular