conecte-se conosco

Distrito Federal

Movimento “Lockdown no DF Não” acusa o GDF de não ajudar os pequenos empresários

O movimento foi criado para pedir o término das duas medidas restritivas na capital, em vigor até o dia 29

movimento "lockdown no DF Não"
Foto: Jorge Luís/O Panorama

Em meio aos decretos de Lockdown e do Toque de Recolher no DF, a população se vê cada vez mais dividida entre estar favorável ou contra às medidas editadas pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB). Um dos movimentos criados na capital foi o “Lockdown no DF Não”. Formado por empresários e representantes de comércios, o movimento tem como objetivo a derrubada do decreto de lockdown imediatamente.

Um dos líderes do grupo, Tiago de Paiva contou à equipe do O Panorama que o lockdown no DF tem cunho apenas político visto que, de acordo com ele, a circulação de pessoas em Brasília não diminuiu após a decisão do governador.

O decreto que impôs o Toque de Recolher e o Lockdown no DF tinha validade para até a última segunda-feira (22), porém, foi prorrogado por mais uma semana, acabando no dia 29 deste mês e podendo ser prorrogado novamente. Na justificativa, Ibaneis contou que a taxa de transmissão do novo coronavírus no DF diminuiu após a implementação das duas restrições à população. No entanto, a principal reclamação dos comerciantes foi a falta de subsídio para manter os negócios funcionando, visto que o pagamento de funcionários e tributos permanecem mesmo com o lockdown.

Na tarde desta quarta-feira (24) o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou um auxílio financeiro à população carioca para diminuir o impacto causado durante o período em que a região estiver enfrentando medidas mais restritivas. No DF, não há nenhuma previsão de auxílio financeiro à população até o momento.

Lockdown no DF

Na rodoviária do Plano Piloto, um dos líderes do movimento “Lockdown no DF Não”, Tiago de Paiva denuncia que não há a disponibilização de álcool em gel por parte do Governo do Distrito Federal (GDF) e que não chegou a ver nenhum ônibus sendo higienizado ao longo do dia.

“Simplesmente fechar, GDF, não é a solução. Nós temos sim que dar condições, nós precisamos ter condições de trabalho porque o trabalhador quer trabalhar e ele precisa para poder colocar alimento à mesa. O governador precisar dar condições para que o empregador consiga ainda pagar os seus funcionários porque não vamos aguentar um mês fechados”, afirma Tiago de Paiva.

No Twitter, Ibaneis Rocha explicou a prorrogação das medidas no DF em edição extra do Diário Oficial. No tweet ele ressaltou que as decisões tomadas para o comércio no futuro próximo vão depender dos números da covid-19 no DF até domingo (28).

Os comerciantes no DF permanecem de portas fechadas ou funcionando apenas como delivery. Apesar de continuar operando com as restrições, os empresários afirmam que as medidas impostas pelo GDF não deram qualquer retorno ou subsídio para que o comércio local continue operando de forma satisfatória.

Clique para comentar

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Distrito Federal

GDF reduz idade de vacinação contra covid-19 de 55 para 53 anos

Imunização desse grupo começa na segunda-feira

Publicado

on

Foto: Rayra Paiva Franco/O PANORAMA

O governo do Distrito Federal (GDF) decidiu hoje (11) ampliar o agendamento para vacinação contra covid-19 para pessoas a partir de 53 anos, sem comorbidades. Antes, a previsão é de que o serviço estivesse disponível a partir desta sexta-feira somente para pessoas a partir dos 55 anos.

O agendamento pode ser feito a partir das 14h no site da Secretaria de Saúde do DF. A vacinação para as pessoas a partir de 53 anos, sem comorbidades, começa na segunda-feira (14). A expectativa é que 114 mil doses sejam aplicadas nesse grupo. Para grupos prioritários, a previsão é aplicar 176.056 doses entre 14 e 18 de junho.

Além da vacinação por idade, no DF estão sendo vacinados os rodoviários, profissionais da educação, profissionais da segurança pública, aeroportuários, as gestantes e puérperas e pessoas com deficiência.

De acordo com a Secretaria de Saúde, para maior segurança no agendamento, é importante que, ao final do processo, o cidadão imprima a ficha de agendamento, que deverá ser entregue no local da vacinação, e apresente documentos de identificação.

Não é necessário agendar a segunda dose. O usuário pode comparecer ao ponto de vacinação na data prevista no cartão de vacinação, levando esse documento e outro de identificação com foto.

Por: Agência Brasil

Continue lendo

Distrito Federal

PMDF prende homem que levava quase 2 quilos de maconha dentro de baú de moto

O homem de 30 anos de idade já tinha passagem pela polícia

Publicado

on

Foto: Divulgação/PMDF

Policiais militares integrantes do Grupo Tático Operacional 22, durante patrulhamento tático na cidade de Taguatinga, abordaram um indivíduo numa motocicleta em atitude suspeita por volta de 22 horas de ontem, terça-feira 8 de junho. A abordagem ocorreu na altura da QNA 35.

Os militares fizeram a busca pessoal, mas nada de irregular foi localizado com ele. Já no baú da moto, os policiais encontraram várias blusas e cinco porções de substância esverdeada, provavelmente maconha. Essa substância teve o peso estimado em 2 quilos.

Diante dos fatos, o homem de 30 anos de idade e com uma passagem por uso e porte de substância entorpecente, foi autuado na 12ª Delegacia de Polícia por tráfico de drogas.

Por: PMDF

Continue lendo

Distrito Federal

CORD deflagra Operação Playboy

A droga seria armazenada em Vicente Pires e no entorno.

Publicado

on

Foto: Divulgação/PCDF

A investigação teve início há cerca de dois meses quando a Coordenação de Repressão às Drogas (CORD) recebeu informações sobre indivíduo supostamente integrante de facção criminosa do Sudeste que estaria comercializando cocaína em Ceilândia. O veículo utilizado pelo suspeito foi identificado no início da tarde de ontem, 7, ocasião em que foi abordado por equipes da CORD em uma via pública de Vicente Pires.

O conduzido apresentou documento falso e se recusou a se identificar corretamente. Equipe de cães da DOE foi acionada e localizou um tablete de aproximadamente um quilo de cocaína escondido no interior do veículo. Dando continuidade as diligências, na noite de ontem, os policiais da CORD localizaram, em Vicente Pires, o imóvel utilizado pelo conduzido como depósito pessoal, onde encontraram outros 10 quilos de cocaína, uma prensa industrial, balança de precisão e diversos materiais utilizados para preparação e embalagem da droga, assim como documentos pessoais e comprovantes de deposito bancários.

No local foram encontradas gravuras de uma cobra Naja, de cor verde, idênticas ao material apreendido em janeiro, no Rio Grande do Sul, ocasião em que foram aprendidos cerca de 400 quilos de cocaína, o remete ao envolvimento do conduzido com facção criminosas de fora do DF. O conduzido possui dois mandados de prisão do estado do Mato Grosso do Sul e diversas passagens policiais no estado do Rio de Janeiro, São Paulo, inquérito policial na Policia Federal, inclusive condenações por tráfico de drogas, por uso de documento falso e tráfico de drogas.

O homem é conhecido como PLAYBOY e é oriundo do Estado do Rio de Janeiro. No mandado de prisão constou que o conduzido possui outros três nomes falsos. A CORD está contando com a colaboração do Ministério da Justiça e de diversas polícias civis estaduais no sentido de localizar outras informações sobre o preso, haja vista possuir mandados de prisão vinculados a nomes diversos.

Por: Assessoria de Comunicação/DGPC

Continue lendo

Popular