conecte-se conosco

Saúde

Nutricionista ensina como driblar a dificuldade de ingerir água

Tem dificuldade em ingerir a quantidade certa de água diariamente? Conheça 3 alternativas para se hidratar.

Foto: Reprodução/ Freepik

Mais de 70% do corpo humano é composto por água, tornando a ingestão da mesma indispensável para o bom funcionamento do corpo. O líquido ajuda a levar nutrientes como oxigênio e sais minerais até as células, além de expulsar as substâncias tóxicas do  corpo por meio do suor e da urina. De acordo com recomendações gerais, é indicado que cada indivíduo consuma de 30 a 40ml de água por quilo.

Apesar da ingestão de água ser indispensável, para muitas pessoas pode ser um hábito desafiador ingerir a quantidade ideal da bebida por dia. Engana-se quem pensa que somente a água pura conta para a hidratação do corpo, a nutricionista Beatriz Fausto, da Clínica Corporeum, explica que para quem tem dificuldade, ou não gosta de beber água, algumas táticas podem ser usadas.

“Uma sugestão para consumir mais água é sempre andar com uma garrafinha. Outra opção são as águas saborizadas que podem ser mais agradáveis de serem ingeridas. Não podemos esquecer das frutas, que além de terem água em boa parte de sua composição , são ricas em vitamina A, B6 e C, potássio, antioxidantes, minerais e fibras”, explica Beatriz.

Conheça três alternativas para se hidratar sem ingerir água em sua forma natural. 

Frutas

Foto: Reprodução/ Freepik

Algumas frutas, como a melancia, são mais indicadas para quem deseja ingerir água de uma forma diferente e saudável. A laranja ocupa o segundo lugar no ranking das frutas com mais água em sua composição, com 89,6%, além de ser rica em fibras, antioxidantes, vitamina C, cálcio, potássio, magnésio, fósforo e ferro. Abacaxi, mamão e melão também estão na lista das frutas campeãs da hidratação.

Chás

Foto: Reprodução/ Freepik

Quentes ou frios, os chás têm incontáveis benefícios nutricionais. A dica é apostar em chás de camomila, hortelã, frutas vermelhas, gengibre, erva doce, entre outros, mas fique de olho nos ingredientes do rótulo: os que contém cafeína devem ser consumidos com moderação. 

Sucos

Foto: Reprodução/ Freepik

Para aqueles que preferem líquidos, uma boa opção pode ser incluir os sucos naturais na rotina, mas sem açúcar. Além dos sucos, outros alimentos também têm água como ingrediente principal na sua composição, sendo ótimas opções na missão de consumir o mínimo indicado de líquidos diários.

Para continuar atualizado sobre saúde, política, cultura pop e outros assuntos, lembre-se de checar nosso site e seguir o nosso perfil do Instagram (@OPanoramaOficial).

Brasil

Comunicação emocional mais eficaz

Já parou pra pensar o quanto uma relacionamento sem comunicação faz mal? Nesse texto será debatido a importância da comunicação em relacionamentos e como usá-la da maneira correta para o valor de uma relação social/amorosa.

Publicado

on

Foto: Freepik

A COMUNICAÇÃO EMOCIONAL não violenta e o gerenciamento de conflitos têm sido temas de numerosos estudos por parte de vários cientistas da área. O Dr. Gottman chegou a duas conclusões básicas:

1- Não existem relacionamentos emocionais duradouros sem conflitos crônicos.
2- O que mais nos afeta emocionalmente é o distanciamento emocional das pessoas que amamos.

Diante de situações conflituosas, quando perdemos o controle de nossas emoções, o resultado pode ser desastroso. O Dr. Gottman define esse tipo de relação negativa como característico dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse, uma metáfora que se traduz como quatro atitudes que destroem qualquer tipo de relação (a crítica, o desprezo, o contra-ataque e o apedrejamento).

O primeiro cavaleiro, a CRÍTICA, é representado pela atitude com a qual a pessoa do outro é desqualificada. Atinge-se a pessoa e não o fato, que não é esclarecido. Por exemplo, “Você só pensa em você!”

O segundo Cavaleiro se traduz pelo DESPREZO. É o mais violento e perigoso, porque o sarcasmo magoa muito. Podemos comunicá-lo com gestos, trejeitos, causando profunda irritação no parceiro. Essa forma de comunicação inviabiliza uma solução pacífica.

Mas o que podemos fazer para resolver conflitos sem violência? O primeiro princípio da Comunicação não Violenta é substituir a CRÍTICA por uma afirmação objetiva dos fatos. Se você diz para um subordinado “Você não aprende mesmo, hein!”, “Esse relatório não está nada bom!”, A reação da pessoa é ficar na defensiva. Você pode ser objetivo dizendo: “Nesse relatório precisamos colocar três ideias para comunicar nossa mensagem e você é capaz de colocá-las”. O segundo princípio é numa conversa colocar o referencial em nós, expressando como nos sentimos naquela situação. Devemos iniciar a frase com “EU” em vez de “VOCÊ”. Ao falar apenas de mim, nem critico nem ataco o outro. Quando eliminamos a CRÍTICA e o DESPREZO, certamente a nossa comunicação se torna mais harmoniosa.

O CONTRA-ATAQUE E O APEDREJAMENTO são os 2 últimos Cavaleiros do Apocalipse (atitudes negativas no relacionamento). Se em uma situação de conflito costumamos utilizar essas atitudes, ou seja, esses cavaleiros, com certeza a nossa comunicação emocional está prejudicada. Infelizmente, nas nossas batalhas emocionais, invocamos esses guerreiros.

Quando nos sentimos atacados, geralmente CONTRA-ATACAMOS e em consequência a outra
pessoa sente-se ofendida, CONTRA-ATACANDO com mais violência. Se essa escalada prossegue, o nosso relacionamento poderá ser bastante abalado pela rejeição, pelo divórcio ou até mesmo pela agressão física violenta. Quando um CONTRA-ATAQUE é “bem-sucedido”, a ferida da parte derrotada, muitas vezes com um tapa dado pelo mais forte, aumenta e o convívio fica cada vez mais difícil.

O APEDREJAMENTO é o quarto Cavaleiro, é a quarta atitude negativa típica de homens e que tanto desagrada as mulheres. Nessa fase já caracteriza um relacionamento em desintegração, seja o casamento ou uma sociedade que, após um período de críticas, indiferenças, Ataques, Contraataques, uma das partes escolherá a fuga, abandonando o campo de batalha, pelo menos emocionalmente. Por sua vez, a outra parte, em busca de contato, busca a conversa, enquanto o outro ignora. Sem êxito, as abordagens vão ficando cada vez mais violentas, numa tentativa desesperada de volta. A retratação emocional não é eficaz para a resolução de conflitos. O APEDREJAMENTO com frequência leva a um triste final.

Avalie os seus relacionamentos emocionais! Diante de um conflito, qual desses guerreiros você costuma chamar? Ou, em qual desses estágios você se encontra na sua relação amorosa? Se as situações citadas forem uma realidade em sua vida, procure dar outro rumo a sua comunicação emocional.

Por: Dra Francisca Leão

IMPIInstituto de Medicina e Psicologia Integradas

RT: Dalmo Garcia Leão CRM 4453

Para continuar atualizado sobre saúde, política, cultura pop e outros assuntos, lembre de checar nosso site e seguir o nosso perfil do Instagram (@OPanoramaOficial).

Continue lendo

Brasil

Mães lactantes enlutadas podem doar leite, reforça a Anvisa

As lactantes devem procrurar o banco de leite para fazer a doação

Publicado

on

Foto: Agência Brasília

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou nota lembrando que mães lactantes enlutadas pela perda do filho ou filha ainda assim podem doar leite. Apesar da situação trágica, essas mães podem contribuir caso desejem com esse tipo de doação.

As mães nessa situação que desejarem doar leite materno precisam somente conferir os requisitos definidos pela legislação. Não podem doar leite materno, por exemplo, mulheres que fazem uso de drogas ilícitas e remédios considerados não compatíveis com a amamentação.

Também são vedadas pessoas que fumam mais de 10 cigarros por dia, que fazem consumo de álcool ou que não tenham exames compatíveis com essa prática.

Elas devem buscar um banco de leite materno em sua cidade e consultar um médico para avaliar a possibilidade. São esses os profissionais credenciados para decidir sobre as doações nos bancos de leite materno.

Aleitamento materno

Segundo o Ministério da Saúde, o aleitamento materno pode reduzir em até 13% as taxas de mortalidade infantil nos primeiros cinco anos da criança. Entre 1986 e 2020, essa alternativa como fonte principal de alimentação no primeiro ano de vida passou de 30% para 53,1%.

De acordo com dados da Organização Pan-americana da Saúde (Opas), 40% das crianças têm aleitamento materno no mundo. Na América Latina, menos da metade das crianças mamam na primeira hora de vida.

Por: Agência Brasil

Para continuar atualizado sobre saúde, política, cultura pop e outros assuntos, lembre de checar nosso site e seguir o nosso perfil do Instagram (@OPanoramaOficial).

Continue lendo

Brasil

Covid-19: Rio autoriza eventos com pessoas testadas e sem máscaras

Foram autorizados para outubro três eventos com até 5 mil pessoas

Publicado

on

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A cidade do Rio de Janeiro autorizou a realização de três eventos em outubro, com público de até 5 mil pessoas e sem o uso de máscaras nem distanciamento social. Dois eventos são ao ar livre, sendo um no Centro e outro no Alto da Boa Vista. O terceiro será em um hotel na zona sul, para 500 pessoas.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), outros pedidos foram feitos por organizadores e estão em análise pela pasta. “Para serem autorizados, os eventos precisam apresentar protocolo sanitário com testagem e é obrigatória a comprovação vacinal por todos os presentes”, esclarece a SMS.

Esses eventos só poderão ocorrer com todos os participantes devidamente testados e quem der positivo para a covid-19 não poderá entrar. Segundo a SMS, essa retomada só é possível devido à melhora no quadro epidemiológico na cidade, com a redução na ocupação de leitos e queda no número de casos e óbitos confirmados. Para a população em geral, sem testagem, permanece a obrigatoriedade do uso de máscara e o distanciamento mínimo.

No evento teste ocorrido ontem no Maracanã, o jogo do Flamengo contra o Barcelona de Guayaquil pela semifinal da Copa Libertadores da América, aproximadamente 1% do público que iria comparecer testou positivo para a covid-19 e estes não foram ao estádio. São cerca de 180 pessoas.

Vacinação

Hoje, a SMS dá prosseguimento à imunização dos adolescentes, com as meninas de 13 anos ou mais e a dose de reforço aos idosos de 86 anos ou mais. Amanhã serão os meninos de 13 anos e os idosos de 85.

A prefeitura do Rio de Janeiro autorizou a aplicação da dose de reforço para os idosos com 60 anos ou mais que tomaram a segunda dose da vacina contra covid-19 até 28 de fevereiro. Estes já podem procurar os postos de saúde. O grupo abrange pessoas internas em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) e profissionais da saúde.

CoronaVac

Sobre a interdição de lotes da CoronaVac, feita ontem pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a SMS informou que aguarda comunicado oficial “sobre a devolução das doses do lote 202108113H da CoronaVac distribuídas no Rio”.

A SMS informou também que aguarda orientação do Ministério da Saúde e da Anvisa sobre a indicação de revacinação ou não das 1.206 pessoas que receberam doses desse lote. As aplicações aconteceram no dia 4 de setembro, antes de a Anvisa enviar aos municípios a recomendação de interdição cautelar. A secretaria tem guardadas 166 mil doses do lote interditado.

A  decisão para o recolhimento ocorreu após a constatação de que “dados apresentados pelo laboratório não comprovam a realização do envase da vacina em condições satisfatórias de boas práticas de fabricação”.

Por: Agência Brasil

Para continuar atualizado sobre saúde, política, cultura pop e outros assuntos, lembre de checar nosso site e seguir o nosso perfil do Instagram (@OPanoramaOficial).

Continue lendo

Popular