conecte-se conosco

Distrito Federal

PCDF prende autor de violência doméstica que esfaqueou os dois filhos da ex

Pelos novos crimes praticados, o autor está sujeito a pena de 5 anos e nove meses de prisão.

Foto: Rayra Paiva Franco/O PANORAMA

A Polícia Civil do DF, através da 38ª DP (Vicente Pires) e da Divisão de Apoio Logístico (DALOP), deflagrou a operação Ponto Final e deu cumprimento aos mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva expedidos contra um homem de 45 anos, morador da Colônia Agrícola 26 de setembro.

No dia 09/03, o autor, descumprindo medidas protetivas deferidas em desfavor de sua ex-companheira, foi até a casa dela embriagado e exigiu que a mesma arcasse com metade dos custos do advogado que iria contratar para se defender das acusações que ela tinha promovido contra a sua pessoa. Na ocasião, o autor passou a ameaçar a vítima de morte, tendo seus dois filhos, de 21 e 17 anos de idade, saído em defesa da mãe, oportunidade em que, além de terem sido também ameaçados de morte, foram agredidos pelo autor com golpes de faca. Após as agressões, o agressor se evadiu e as vítimas foram socorridas ao hospital. Em razão das lesões, o filho mais novo sofreu um corte de 6 cm em sua coxa direita; e o mais velho sofreu um corte de 4 cm em seu rosto. Conforme foi apurado, o casal teria convivido por dez anos e possui um filho em comum, atualmente com 3 anos de idade.

Em razão do conflituoso relacionamento, o autor havia sido preso em flagrante delito por ameaçar a vítima, no dia 02/02/2020. Após ser solto, no dia 26/02/2020, ele descumpriu as medidas protetivas deferidas em favor da vítima e foi preso preventivamente em 05/03/2020. Após novamente ter sua liberdade restituída, o autor voltou a descumprir as medidas protetivas deferidas em favor da vítima, tendo a ameaçado e a injuriado nos dias 24/04/2020, 08/08/2020 e 30/01/2021, tendo sido instaurados os respectivos inquéritos policiais.

Em razão dos fatos praticados em 09/03/2021, foi instaurado um novo inquérito contra o autor pelos crimes de descumprimento de medida protetiva, ameaça (por três vezes) e lesão corporal (por duas vezes), sendo solicitado ao Judiciário a decretação de sua prisão preventiva e a expedição de mandado de busca para a sua residência.

As medidas foram deferidas no dia 22/03/2021, quando foi iniciada a Operação com o cumprimento do mandado de busca domiciliar. O autor não foi encontrado em sua casa e, desde então se encontrava foragido. Nesta manhã, foi encontrado pelos policiais civis da DALOP na Colônia Agrícola 26 de Setembro e teve seu mandado de prisão cumprido, sendo apresentado na 38ª DP para prestar seu interrogatório.

Por: Assessoria de Comunicação/DGPC

Clique para comentar

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Distrito Federal

PCGO indicia cinco pessoas suspeitas de auxiliar fuga de Lázaro Barbosa

13 inquéritos policiais foram instaurados para apurar os fatos.

Publicado

on

Foto: Rayra Paiva/ O Panorama

A Polícia Civil do Goiás (PCGO), concluiu as investigações relacionadas à rede de apoio dada ao fugitivo Lázaro Barbosa Sousa, de 32 anos, durante a empreitada criminosa na região de Cocalzinho de Goiás. As operações para captura de Lázaro Barbosa duraram 20 dias e mobilizou mais de 270 agentes de Goiás, Distrito Federal e das forças de segurança federais. 

Os 13 inquéritos policiais instaurados foram concluídos e enviados ao Poder Judiciário. Ao todo, cinco pessoas foram indiciadas por favorecimento pessoal na fuga do foragido. Entre os acusados, um fazendeiro da cidade, o caseiro da propriedade rural, a então esposa de Lázaro, a ex-companheira e a ex-sogra do indivíduo. 

“Os elementos de prova colhidos no bojo do inquérito indicaram que eles, de fato, prestaram auxílio para que ele [Lázaro] não fosse capturado pelas forças policiais, tanto prestando informações, dando guarita – inclusive alimentação, levando ele para esconderijos e, sobretudo, iriam propiciar a fuga definitiva dele, que foi impedida pela captura”, pontuou o titular da 17ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Goiás, delegado Cléber Martins. 

Entre os principais alvos da investigação, Elmi Caetano Evangelista, de 73 anos, preso no dia 24 de junho no distrito de Girassol. O fazendeiro teria auxiliado o fugitivo, dando abrigo e comida, além de proibir a entrada da força-tarefa em sua propriedade para a realizar buscas. Elmi foi autuado em flagrante e indiciado por posse irregular de duas armas de fogo. 

Com relação às mulheres, a Polícia concluiu que as três tiveram contato com o fugitivo durante a perseguição e não o denunciaram. Elas foram indiciadas pelo crime previsto no artigo 348 do Código Penal, que qualifica como crime o auxílio suspeito para que fuja de ação policial. Se condenadas, podem pegar de um a seis meses de prisão e multa.

“Ainda está sendo apurada [a participação] de outras pessoas. Nada impede que, surgindo provas, sejam instaurados devidos procedimentos”, reforçou o delegado. 

Para amenizar os gastos na operação, que contou com a utilização de dezenas de viaturas, quatro helicópteros e cerca de 10 drones. De acordo com o titular da SSP-GO, Rodney Miranda, a Polícia Civil avalia solicitar à Justiça o sequestro da propriedade rural do fazendeiro denunciado. 

“Nós estamos estudando [essa possibilidade] para que, com a futura venda dessa propriedade, possamos amortizar o gasto feito para a captura dele [Lázaro], visto que, ao escondê-lo lá, ele atrasou em pelo menos uma semana a operação”, informou o chefe da pasta. 

Para continuar atualizado sobre saúde, política, cultura pop e outros assuntos, lembre-se de checar nosso site e seguir o nosso perfil do Instagram (@OPanoramaOficial).

Informações: Secretaria de Estado da Segurança Pública – Governo de Goiás

Continue lendo

Distrito Federal

PMDF salva criança de 2 anos em Ceilândia

O menino havia se engasgado com um macarrão e precisou de socorro.

Publicado

on

Foto: Reprodução/PMDF

Na noite do último domingo (25), a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), precisou agir rápido para salvar uma criança de 2 anos, em Ceilândia. O menino havia se engasgado com um macarrão e precisou de socorro. 

Por volta das 18h, uma mulher foi até o 8º Batalhão desesperada pedindo socorro aos policiais. O menino estava há poucos metros do Batalhão. Os policiais foram correndo até o local e ao chegarem lá os populares já haviam desacreditado da criança. 

Embora os que estavam por perto já tinham dado o menino como morto, a polícia não poupou esforços para salvar o menino. A equipe começou a fazer as manobras necessárias como massagens e respiração boca a boca até que a criança voltasse à vida.

A ação foi feita com excelência. Após reanimar a criança, os policiais encontraram com a ambulância do SAMU que continuou com os atendimentos. Em seguida, o menino foi levado ao Hospital Regional de Ceilândia. ST Bandeira, ST Assis, ST Ortêncio e SGT Richard foram os responsáveis por salvar a criança. 

Para continuar atualizado sobre saúde, política, cultura pop e outros assuntos, lembre-se de checar nosso site e seguir o nosso perfil do Instagram (@OPanoramaOficial).

Continue lendo

Distrito Federal

Covid-19: gestantes e puérperas podem ser vacinadas em mutirão no DF

Governo pretende vacinar 100 mil pessoas até o domingo

Publicado

on

Foto: Ana Nascimento/MDS

Gestantes e puérperas podem ser vacinadas no mutirão de vacinação contra a covid-19 do Distrito Federal. O esforço concentrado começou hoje (23) e vai até domingo. Os dois públicos foram incluídos nos grupos passíveis de imunização, juntamente com as faixas etárias a partir dos 37 anos.

Os locais serão distribuídos por idade e por critérios específicos. Gestantes e puérperas só podem receber a vacina em determinados locais.

Alguns postos só aplicarão a primeira dose. Outros com primeira e segunda doses, e locais somente com segunda dose. A relação dos locais e quais tipos de doses foi disponibilizada no site do governo.

Deverão ser disponibilizadas cerca de 100 mil doses. Diferentemente da dinâmica adotada até o momento na capital, não haverá a necessidade de agendamento. A mudança foi feita diante de reclamações das dificuldades de cidadãos conseguirem realizar a marcação da aplicação das doses.

Em oportunidades anteriores de abertura de vacinação contra covid-19, o preenchimento das vagas ocorreu em menos de uma hora. Para responder às críticas, o Governo do Distrito Federal informou que irá ampliar os postos de vacinação de 54 para cerca de 100, espalhados em diferentes pontos da capital. Segundo o governo, 35 mil pessoas foram vacinadas na manhã de hoje. No sábado e no domingo a vacinação ocorrerá entre as 9h e as 17h.

Depois do mutirão, segundo a Secretaria de Saúde, pessoas dentro das faixas etárias poderão seguir procurando os postos destinados para a aplicação de imunizantes. Contudo, a vacinação estará condicionada à chegada de doses.

Por: Agência Brasil

Para continuar atualizado sobre saúde, política, cultura pop e outros assuntos, lembre de checar nosso site e seguir o nosso perfil do Instagram (@OPanoramaOficial).

Continue lendo

Popular