conecte-se conosco

Esportes

Pia aprova atuação contra Argentina, mas indica pontos a melhorar

Seleção feminina terá mudanças para encarar EUA, atual campeão mundial

Foto: Marina Sá/CBF

A reação do meio-campo da seleção brasileira de futebol feminino às ausências das titulares Formiga e Luana na vitória por 4 a 1 sobre a Argentina agradou à técnica Pia Sundhage. As duas volantes não foram liberadas pelo Paris Saint-Germain (França) para disputar o She Believes, torneio nos Estados Unidos que serve de preparação para a Olimpíada de Tóquio (Japão).

Na partida desta quinta-feira (18), que marcou a estreia do Brasil na competição amistosa, Pia escalou o setor com Júlia Bianchi na cabeça de área e uma trinca de jogadoras ofensivas – Adriana, Chú e Marta – próxima das atacantes Bia Zaneratto e Debinha. Sem a dupla que dita o ritmo do meio-campo, as brasileiras tiveram dificuldades para criar lances de perigo no primeiro tempo. Mesmo assim, abriram o marcador com Marta, de pênalti. Na etapa final, com as entradas de Andressinha e, posteriormente, Ivana Fuso e Geyse, a equipe balançou as redes mais três vezes.

“Fiquei impressionada pela forma como as jogadoras se resolveram [na ausência de Luana e Formiga] hoje [quinta-feira]. No primeiro tempo, tiveram um pouco de dificuldade, mas se olharmos o [lance do] primeiro gol, teve o avanço da Adriana [que sofreu a penalidade convertida por Marta]. No segundo tempo, ela também participou. Gosto quando ela participa do jogo e penso que ela só precisa se envolver [no jogo] um pouco mais, assim como a Júlia. Algo que gosto neste time é que, se as coisas não saem como o esperado, elas são flexíveis. Estou feliz com a maneira como as jogadoras saíram do banco”, declarou Pia, em entrevista coletiva por videoconferência após a partida diante da Argentina.

Adriana, no primeiro jogo do Torneio She Believes em Orlando: Brasil x Argentina.
Adriana, no primeiro jogo do Torneio She Believes em Orlando: Brasil x Argentina. – Sam Robles/CBF/Direitos Reservados

“Havia um espaço grande na frente da linha de quatro defensoras da Argentina que poderíamos ter aproveitado melhor. Quando fizemos, fomos perigosas. No segundo tempo, ganhamos confiança ao marcar os gols cedo. A maneira como os gols saíram foi muito boa. A chave é ter velocidade e ser compacto. Podemos melhorar no contra-ataque, sermos mais rápidas, sem perder a compactação”, analisou a treinadora.

As atenções de Pia e companhia se voltam ao duelo com os Estados Unidos, atuais campeões mundiais. A partida contra as anfitriãs será neste domingo (21), às 17h, novamente no Exploria Stadium, em Orlando. Embora não tenha dado pistas das titulares, a técnica disse que mandará a campo uma equipe modificada. Um dos setores que pode ter alterações é a zaga. Nesta quinta, a dupla defensiva foi formada por Rafaelle e Tainara – Erika, que vinha atuando com Rafaelle nos últimos jogos da seleção feminina, não foi convocada por causa de uma lesão na coxa direita.

“A Rafaelle, como está jogando agora, será uma jogadora de classe mundial. Meu trabalho é saber com quem ela atuará. A escolhida terá de estar tão bem quanto ela. Tentaremos diferentes jogadoras, como a Tainará, que foi bem hoje. A Bruna [Benites] também se sente confortável por ali. Não podemos esquecer a Antônia, que é jovem e treinando conosco”, elencou Pia.

Seleção Brasileira, antes do início da primeira partida do torneio.
Seleção Brasileira, antes do início da primeira partida do torneio. – Sam Robles/CBF/Direitos Reservados

No gol, Aline Reis saiu jogando diante da Argentina e Lelê entrou no segundo tempo. Contra os Estados Unidos, Bárbara estará em campo. A titular da posição para valer é uma incógnita – inclusive para a técnica sueca.

“É importante poder observar tantas goleiras. Cada uma tem sua característica. No fim das contas, apenas duas serão convocadas [para a Olimpíada] e uma será reserva. Hoje, não sei quem é a titular. Elas estão lutando por essa vaga nos treinos com o Thiago [Mehl, preparador da seleção feminina] e nos jogos”, resumiu Pia.

Por: Agência Brasil

Esportes

Cristiano Ronaldo ultrapassa marca de 800 gols na carreira

Português marcou na vitória de 3 a 2 do Manchester sobre o Arsenal

Publicado

on

Reuters/Phil Noble

Cristiano Ronaldo ultrapassou a marca de 800 gols na carreira, nesta quinta-feira (2), ao balançar as redes duas vezes na vitória do Manchester United sobre o Arsenal por 3 a 2, em uma partida do Campeonato Inglês repleta de emoção.

O Arsenal abriu o placar de forma bizarra aos 13 minutos, quando, em um escanteio, o goleiro do Manchester United David De Gea caiu segurando o pé após se chocar com o brasileiro Fred, e Emile Smith Rowe aproveitou para tocar para o gol desprotegido.

Como o árbitro Martin Atkinson não apitou antes de a bola entrar na rede e não houve falta, o gol foi mantido.

O United empatou um minuto antes do intervalo com um gol do português Bruno Fernandes e virou aos 7 minutos do segundo tempo, quando Cristiano Ronaldo aproveitou um cruzamento rasteiro de Marcus Rashford para marcar seu 800º gol na carreira.

O Arsenal reagiu rápido por intermédio de Martin Odegaard, mas CR7 fez o gol da vitória em cobrança de pênalti após Atkinson ir até o monitor do campo e determinar que Fred havia sido derrubado por Odegaard.

A partida começou com os torcedores do Manchester United exibindo uma faixa em homenagem ao ex-técnico Ole Gunnar Solskjaer, demitido no mês passado. O novo técnico do clube, Ralf Rangnick, assistiu ao jogo das arquibancadas.

Por: Agência Brasil

Continue lendo

Esportes

Grêmio derrota São Paulo e ganha fôlego na luta contra o rebaixamento

Tricolor gaúcho segue ameaçado, mas diminui distância para sair do Z4

Publicado

on

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O Grêmio ganhou sobrevida na luta pela permanência na Série A do Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira (2), os gaúchos bateram o São Paulo por 3 a 0 na Arena, em Porto Alegre, pela 35ª rodada da competição.

O Tricolor gaúcho segue na zona de rebaixamento, na 18ª posição, agora com 39 pontos, três atrás do Athletico-PR, primeiro time fora do Z4 e que joga sexta-feira (3) contra o Cuiabá, às 19h (horário de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba. O Dourado também é concorrente direto dos gremistas na luta contra a queda, já que soma 43 pontos, na 15ª colocação.

O São Paulo, por sua vez, perdeu a chance de se livrar de vez do risco de rebaixamento. O Tricolor paulista está em 12º lugar, com 45 pontos, cinco a menos que o Bahia, 17º colocado e primeiro time no Z4. O clube do Morumbi também ficou distante da vaga na próxima Libertadores, permanecendo três pontos atrás do América-MG, que aparece em oitavo e, neste momento, estaria indo à fase preliminar do torneio continental.

O Grêmio entrou em campo mais ligado e pressionou desde o início. Aos 12 minutos, o meia Jaminton Campaz deixou Thiago Santos, sem goleiro, em condições de finalizar. O volante bateu de primeira, mas o zagueiro Miranda, com a perna, salvou o São Paulo. O camisa 5 se redimiu dez minutos depois ao completar, de cabeça, um cruzamento pela esquerda do lateral Diogo Barbosa, abrindo o marcador. Os anfitriões recuaram as linhas e os visitantes tentaram controlar as ações ofensivas, mas sem dar trabalho ao goleiro Gabriel Grando.

O time da casa retomou a postura ofensiva na volta do intervalo. Aos seis minutos, Ferreira recebeu na esquerda, escapou de três marcadores e chutou rente à trave. Aos 21, o atacante tirou o meia Igor Gomes e acertou o poste. Na sequência, Diogo Barbosa, de perna direita, acertou o ângulo do goleiro Tiago Volpi, ampliando a vantagem gaúcha. O terceiro só não saiu aos 24 porque o atacante Miguel Borja completou (na trave) o cruzamento rasteiro de Campaz pela esquerda.

Nos acréscimos, ainda deu tempo de Jhonata Robert marcar um golaço. Aos 48 minutos, o meia aproveitou o pivô feito por Borja no meio-campo, viu Tiago Volpi adiantado e mandou por cobertura, para alegria dos 9.312 torcedores presentes na Arena do Grêmio.

No domingo (5), às 16h, o Grêmio visita o Corinthians na Neo Química Arena, na capital paulista. No dia seguinte, às 19h, o São Paulo recebe o Juventude no Morumbi. Os jogos valem pela 37ª rodada do Brasileiro.

Por: Agência Brasil

Continue lendo

Esportes

Sem chance de título, Flamengo cumpre tabela contra rebaixado Sport

Duelo entre rubro-negros será transmitido ao vivo pela Rádio Nacional

Publicado

on

Marcelo Cortes/Flamengo

O embate desta sexta-feira (3), entre Sport e Flamengo, é válido pelo Campeonato Brasileiro deste ano, mas não é exagero dizer que os dois times vão a campo pensando em 2022. O Rubro-Negro pernambucano está rebaixado à Série B, enquanto o carioca não tem mais chances de alcançar o Atlético-MG, que assegurou o título nacional na última quinta-feira (2). A bola rola na Ilha do Retiro, em Recife, a partir das 20h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo da Rádio Nacional.

Em 19º lugar, com 33 pontos, o Sport teve a queda à segunda divisão decretada com a vitória do Juventude sobre o Red Bull Bragantino, por 1 a 0, na última terça-feira (30), no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS). Foi o sexto rebaixamento à Série B do Leão, que já havia caído em 1989, 2001, 2009, 2012 e 2018. A equipe pernambucana viveu uma temporada tumultuada, com cinco presidentes e erros graves pelo departamento de futebol na inscrição de atletas contratados para o Brasileiro.

Apesar do rebaixamento, o clube anunciou a renovação de Gustavo Florentín. O técnico teve baixo aproveitamento (33,3%), mas o nível de atuação da equipe evoluiu sob comando do paraguaio. Nesta sexta-feira, ele deve repetir a formação derrotada por 2 a 0 pelo São Paulo no sábado passado (27), no Morumbi, na capital paulista. O provável Sport terá: Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Sander; Marcão; José Welison, Hernanes, Gustavo Oliveira e Everton Felipe; Mikael.

O Flamengo terá o segundo compromisso desde a saída de Renato Portaluppi, demitido após a derrota por 2 a 1 para o Palmeiras, em Montevidéu (Uruguai), na final da Libertadores, disputada no último sábado. A equipe é comandada, de forma interina, pelo auxiliar Maurício Souza. Na terça passada, o Rubro-Negro bateu o Ceará por 2 a 1, no Maracanã, no Rio de Janeiro, chegando a 70 pontos. O resultado assegurou, ao menos, o vice-campeonato brasileiro aos cariocas.

Além do meia Everton Ribeiro, suspenso, não foram relacionados os laterais Filipe Luís e Mauricio Isla, o volante William Arão, o zagueiro Léo Pereira, os meias Giorgian De Arrascaeta e Andreas Pereira e o atacante Gabriel Barbosa. Fora o camisa 9, com faringite, as demais ausências têm aspecto físico, por lesão ou desgaste. Os zagueiros David Luiz e Rodrigo Caio, por outro lado, retornam à equipe. A formação provável do Flamengo terá: Hugo; Matheuzinho, Rodrigo Caio, David Luiz e Ramon; Thiago Maia, Diego Ribas, Vitinho e Michael; Bruno Henrique e Pedro.

Outras três partidas movimentam o Brasileiro nesta sexta-feira. Às 19h, o Athletico-PR recebe o Cuiabá na Arena da Baixada, em Curitiba, em confronto direto para fugir do Z4. Às 20h, o Atlético-GO visita a já rebaixada Chapecoense na Arena Condá, em Chapecó (SC), podendo sacramentar a permanência na Série A se vencer. Já às 21h tem Fortaleza e Juventude na Arena Castelão, na capital cearense. O Leão do Pici encaminha a vaga à Libertadores em caso de triunfo, enquanto o Papo tenta respirar na luta contra a queda à segunda divisão.

Por: Agência Brasil

Continue lendo

Popular