conecte-se conosco

Entretenimento

Oscar 2021: ‘Nomadland’ faz história na maior premiação do Cinema

“Bela Vingança”, “Durk” e a animação “Soul” da Pixar também foram premiados

Foto: Matt Petit/Getty Images

Ontem (25) aconteceu a edição 93 do Oscar, cerimonia de premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. O evento homenageou os melhores filmes lançados entre 1 de janeiro de 2020 a 28 de fevereiro de 2021.

Chlóe Zhao e Frances McDormand exibem estatuetas do evento Foto: Getty Images

O filme Nomadland, de Chloé Zhao, foi o grande destaque da noite, vencendo o prêmio principal de Melhor Filme. A produção também venceu nas categorias de Melhor Direção e Melhor Atriz, para Frances McDormand. O ator britânico Anthony Hopkins, 83 anos, também fez história por ser o ator de mais idade a levar a estatueta de Melhor Ator.

Confira a lista completa dos vencedores:

Melhor Filme
Meu Pai
Judas e o Messias Negro
Mank
Minari
Nomadland
Bela Vingança
O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago

Melhor Ator
Chadwick Boseman, por A Voz Suprema do Blues
Anthony Hopkins, por Meu Pai
Riz Ahmed, por O Som do Metal
Steven Yeun, por Minari
Gary Oldman, por Mank

Melhor Atriz
Frances McDormand, por Nomadland
Viola Davis, por A Voz Suprema do Blues
Vanessa Kirby, por Pieces of a Woman
Andra Day, por Estados Unidos vs Billie Holiday
Carey Mulligan, por Bela Vingança

Melhor Direção
Chloé Zhao, por Nomadland
Lee Isaac Chung, por Minari
Emerald Fennell, por Bela Vingança
David Fincher, por Mank
Thomas Vinterberg, por Another Round

Melhor Ator Coadjuvante
Sacha Baron Cohen, por Os 7 de Chicago
Leslie Odom, Jr., por Uma Noite em Miami
Daniel Kaluuya, por Judas e o Messias Negro
Paul Raci, por O Som do Metal
Lakeith Stanfield, por Judas e o Messias Negro

Melhor Atriz Coadjuvante
Yuh-Jung Youn, por Minari
Olivia Colman, por Meu Pai
Maria Bakalova, por Borat: Fita de Filme Seguinte
Amanda Seyfried, por Mank
Glenn Close, por Era uma Vez um Sonho

Melhor Roteiro Adaptado
Chloé Zhao, por Nomadland
Kemp Powers, por Uma Noite em Miami
Christopher Hampton, Florian Zeller, por Meu Pai
Sacha Baron Cohen, Anthony Hines, Dan Swimer, Peter Bayhman, Erica Rivinoja, Dan Mazer, Jena Friedman e Lee Kern, por Borat
Ramin Bohrani, por Tigre Branco

Melhor Roteiro Original
Lee Isaac Chung, por Minari
Aaron Sorkin, por Os 7 de Chicago
Will Berson, Shaka King, Keith Lucas e Kenny Lucas por Judas e o Messias Negro
Emerald Fennell, por Bela Vingança
Abraham Marder, Darius Marder e Derek Cianfrance, por O Som do Silêncio

Melhor Filme Internacional
The Man Who Sold His Skin – Tunísia
Collective – Romênia
Better Days – Hong Kong
Durk – Dinamarca
Quo Vadis, Aida? – Bósnia e Herzegovina

Melhor Fotografia
Nomadland
Mank
Relatos do Mundo
Os 7 de Chicago
Judas e o Messias Negro

Melhor Documentário
Collective
Time
My Octopus Teacher
The Mole Agent
Crip Camp

Melhor Documentário em Curta-Metragem
Colette
A Love Song for Latasha
Hunger Ward
Do Not Split
A Concerto Is a Conversation

Melhor Curta-Metragem
Feeling Through
The Letter Room
The Present
Two Distant Strangers
White Eye

Melhor Animação
Soul
Wolfwalkers
Onward
Shaun, o Carneiro – O Filme – A Fazeda Contra-ataca
A Caminho da Lua

Melhor Curta de Animação
Burrow
Genius Loci
If Anything Happens I Love You
Opera
Yes-People

Melhor Canção Original
Husavik (Eurovision Song Contest: The Story of Fire Saga)
Hear My Voice (Os Sete de Chicago)
Speak Now (Uma Noite em Miami)
lo Sì (Seen) (Rosa e Momo)
Fight For You (Judas e o Messias Negro)

Melhor Trilha Sonora Original
Soul
Relatos do Mundo
Minari
Da 5 Bloods
Mank

Melhor Edição
O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago
Bela Vingança
Nomadland
Meu Pai

Melhor Figurino
A Voz Suprema do Blues
Emma
Mulan
Mank
Pinocchio

Melhor Cabelo e Maquiagem
Emma.
Era Uma Vez um Sonho
A Voz Suprema do Blues
Mank
Pinocchio

Melhor Edição de Som
O Som do Silêncio
Relatos do Mundo
Mank
Greyhound: na Mira do Inimigo
Soul

Melhor Design de Produção
Mank
Relatos do Mundo
Tenet
A Voz Sumprema do Blues
Meu Pai

Melhores Efeitos Visuais
Love and Monsters
O Céu da Meia-Noite
Mulan
The One and Only Ivan
Tenet

Clique para comentar

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Luísa Sonza e Pedro Sampaio se jogam no clipe de ‘Atenção’

O clipe se passa num cenário parecido com o filme “A Fantástica Fábrica de Chocolate”

Publicado

on

Foto: Reprodução YouTube

Após uma semana movimentada de polêmicas por conta do seu relacionamento com o humorista Whindersson Nunes (saiba mais aqui), Luísa Sonza estreou hoje o clipe de “Atenção”, parceria com o DJ Pedro Sampaio.

O vídeo que tem direção criativa do Pedro, está repleto de referências do filme A Fantástica Fábrica de Chocolate, com direito a Oompa-Loompas, Golden Ticket e piscina de chocolate.

Confira o clipe abaixo:

Continue lendo

Cinema

‘O Esquadrão Suicida’ ganha classificação +18 nos Estados Unidos

Margot Robbie, John Cena e Idris Elba vão estrelar a sequência dos super-vilões da DC

Publicado

on

Foto: Divulgação Warner

O Esquadrão Suicida , de James Gunn, sempre foi imaginado como um filme censurado, e o recente trailer para maiores deixou claro que o diretor estava abraçando totalmente essa visão mais voltada para os adultos sobre a equipe de supervilões da DC Comics.

A sequência recebeu uma classificação R (maior de 18 anos na América do Norte) pela MPAA, por conter forte violência e gore, linguagem inapropriada, referências sexuais, uso de drogas, e breve nudez gráfica. É possível que o filme receba classificação +16 ou +18 no Brasil.

O Esquadrão Suicida estreia na HBO Max e nos cinemas em 6 de agosto.

Confira o último trailer do filme:

Continue lendo

Celebridades

Gal Gadot se posiciona sobre confronto de Israel e Palestina

O nome da atriz está entre os assuntos mais comentados no Twitter neste momento

Publicado

on

Foto: Divulgação Vanity Fair

Gal Gadot, mais conhecida por interpretar a Mulher-Maravilha nos cinemas, lamentou sobre o confronto de Israel e Palestina, que aconteceu na última madrugada na Faixa de Gaza. Em suas redes sociais, Gal disse “orar pelas vítimas” e que “se preocupa com seu povo”.

“Meu coração está quebrado. Meu país está em guerra. Eu estou preocupada com minha família, meus amigos. Estou preocupada com meu povo. Isso é um círculo vicioso que está indo muito longe e por muito tempo. Israel merece viver como uma nação livre e segura, e nossos vizinhos merecem o mesmo. Eu rezo pelas vítimas e suas famílias, eu rezo para essa inimaginável hostilidade acabar, eu rezo para que nossos líderes encontrem uma solução para que nós possamos viver lado a lado em paz. Eu rezo por dias melhores.”, comentou a atriz israelense.

O confronto entre Israel e grupos armados palestinos já fizeram 59 vítimas — 53 palestinos e seis israelenses. Fãs de Gal Gadot parabenizaram a atriz pela mensagem de positivismo e paz, mas muitos internautas também apontaram sua declaração como problemática, e que não condiz com a realidade.

Veja a publicação no Twitter oficial de Gal Gadot:

Continue lendo

Popular