conecte-se conosco

Comportamento

Poeta americana Louise Glück leva Nobel de Literatura

Escritora de 77 anos tem uma “voz poética inconfundível”, afirma júri. Sem tradução no Brasil, suas obras abordam com frequência temas relacionados à infância e vida familiar.

A poeta americana Louise Glück aparece em close com um sorriso tímido após ser indicada ao prêmio Nobel de Literatura
Foto: Shaw Thew

A poeta americana Louise Glück foi agraciada nesta quinta-feira (08/10) com o Prêmio Nobel de Literatura por sua “voz poética inconfundível que, com beleza austera, torna universal a existência individual”, afirmou o comitê responsável pelo prêmio.

Nascida em Nova York, Glück, de 77 anos, fez sua estreia literária em 1968 com Firstborn e, segundo o comitê Nobel, ”logo se tornou uma das poetas mais proeminentes da literatura americana contemporânea”.

O júri afirma que sua poesia é ”caracterizada por uma busca pela clareza”, frequentemente abordando temas como infância, vida familiar e relacionamentos entre pais e irmãos. Seus livros não estão disponíveis no Brasil com tradução para o português.

Na nota, é dado destaque para a obra Averno, de 2006, classificada como ”magistral”, que traz ”uma interpretação visionária do mito de descida de Perséfone ao inferno no cativeiro de Hades, o deus da morte”.

Esse não é o primeiro prêmio que a professora da Universidade de Yale recebe em sua carreira. Em 1993, ela foi agraciada com o Prêmio Pulitzer por The Wild Iris e, em 2014, recebeu o National Book Award.

O anúncio deste ano vem depois de vários anos de polêmicas e escândalos envolvendo o prêmio literário mais famoso do mundo. Em 2018, a academia chegou a cancelar a premiação devido a acusações de abuso sexual envolvendo um dos integrantes da instituição, que foi condenado por estupro.

Depois de uma renovação para reconquistar a confiança da Fundação Nobel, dois laureados receberam o prêmio no ano passado: a polonesa Olga Tokarczuk, que ganhou a premiação referente a 2019, e o austríaco Peter Handke, a de 2018. A escolha de Handke causou polêmica e uma série de protestos devido a sua posição pró-Sérvia durante a guerra dos Bálcãs na década de 1990.

Glück normalmente receberia o prêmio do rei Carl Gustaf 16º numa cerimônia formal em Estocolmo no dia 10 de dezembro, aniversário da morte do cientista Alfred Nobel. Mas a cerimônia presencial foi cancelada neste ano devido à pandemia do coronavírus, e será substituída por uma cerimônia televisionada, com os laureados recebendo os prêmios em seus países de origem.

Pelo Nobel, Glück receberá 10 milhões de coroas suecas (cerca de 1,1 milhão de dólares).

Seguindo a tradição, o prêmio de literatura é o quarto anunciado todos os anos, após o de medicina, o de física e o de quimíca. Neste ano, o Nobel de Medicina premiou o trio de cientistas Harvey Alter, Charles Rice e Michael Houghton pela descoberta do vírus da hepatite C, enquanto o Nobel de Física foi para os pesquisadores Roger Penrose, Reinhard Genzel e Andrea Ghez por estudos sobre a formação de buracos negros. Já Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna foram laureadas com o Nobel de Química pela descoberta de um método para a edição do genoma conhecido como CRISPR-Cas9 ou “tesoura genética”.

Ainda falta o anúncio dos laureados no campos de economia e paz, que ocorre nos próximos dias.

DW

Clique para comentar

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

Calendário chinês: começa o Ano do Boi

Ano Novo Lunar tem início nesta sexta-feira

Publicado

on

Foto: Lim Huey Teng

Depois do rato, vem o boi, que, na cultura chinesa, é um signo atribuído ao trabalho. Entre as superstições associadas ao Ano Novo Lunar, que começa nesta sexta-feira (12) é recomendado não lavar ou cortar o cabelo no primeiro dia e usar a cor vermelha, para garantir prosperidade. O Ano Novo corresponde a 4719 e termina em 31 de janeiro de 2022.

No calendário chinês, os anos são dedicados a animais – 12 -, que se intercalam: rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, carneiro, macaco, galo, cão e porco (ou javali).

Pela segunda vez, o novo ano é marcado pela pandemia do novo coronavírus. O governo da China apelou às famílias para que celebrem de forma virtual. Mas as iluminações de lanternas e a ida a templos atraem muitas pessoas às ruas.

Thierry Chow, mestre de feng shui residente em Hong Kong, explica que, embora o animal seja um boi, o metal é predominante no novo ano lunar. Esse elemento representa qualquer coisa brilhante, desde joias até a agulha de uma seringa. Poderá ser interpretado como indicador do importante papel das indústrias relacionadas com o uso de metal, em 2021.

ONU

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, manifestou gratidão à China e ao povo chinês por seu apoio ao multilateralismo e à instituição em sua mensagem de vídeo para o Ano Novo Lunar Chinês.

Guterres começou sua mensagem em mandarim: “Chun Jie Kuai Le!” (Feliz Festival da Primavera!), “Envio os meus melhores votos a todos os que celebram o Ano Novo Lunar”.

“Este ano é o Ano do Boi, o mesmo do ano do meu nascimento”, disse o secretário. “O boi simboliza energia, força e coragem. São essas as qualidades que o mundo precisa agora”.

Sobre o COVID-19, o secretário-geral afirmou que no ano passado, a pandemia de covid-19 trouxe grande incerteza e perturbação. No entanto, ele ressaltou que “em 2021, devemos nos unir para combater o vírus, tomar medidas sobre o clima e construir uma forte recuperação da pandemia”.

*Com informações da RTP – Rádio e Televisão de Portugal e da Xinhua – agência pública da China

Por: Agência Brasil

Continue lendo

Comportamento

Espaço Laser expande serviço à Colômbia

Fundada em 2004, a franquia já conta com mais de 560 lojas no Brasil e Argentina

Publicado

on

Espaço Laser
Foto: Reprodução/Instagram

A clínica de depilação Espaço Laser abriu uma nova unidade na última terça-feira (15): agora na Colômbia. A franquia, de propriedade do empresário Paulo Jose Iasz de Morais, já possui lojas na Argentina e no Brasil, com mais de 560 franquias

Com direito à champanhe e brinde on-line para quem acompanhava o evento por trás das telas, Paulo comemorou a abertura da primeira loja colombiana. “Momento histórico”, celebrou em suas redes sociais.

Espaço Laser

Fundada em 2004, o Espaço Laser já atendeu mais de 2,2 milhões de clientes e realizou mais de 20 milhões de procedimentos. O local trabalha com a tecnologia do Gentlelase da Candela, padrão ouro em depilação, que elimina os pelos definitivamente desde a raiz e tem baixa intensidade de dor, devido ao disparo de criogênio, um gás emitido milissegundos antes do disparo do laser que protege a pele por resfriamento, tornando a sessão mais confortável e segura.

A depilação a laser se tornou muito popular, tanto no universo feminino quanto no masculino. A opção é uma ótima escolha para quem tem alergia à cera ou lâminas, não suporta a dor da depilação convencional (é um método indolor) ou para aqueles que desejam acabar de vez com os pelos indesejados.

Continue lendo

Comportamento

Papa Francisco divide igreja ao defender União Civil de LGBTIs

Em documentário disponibilizado hoje (21) em Roma, Papa Francisco tem atitude histórica ao apoiar União Civil entre homossexuais

Publicado

on

Foto: Dulcigno

Mantendo a proximidade de causas que defendem direitos, acesso e integração da comunidade LGBT na Igreja Católica, o Papa Francisco surpreendeu fieis e a ala mais conservadora da instituição ao apoiar a União Civil entre pessoas de mesmo sexo. No documentário “Francesco”, apresentado hoje (21) no Festival de Cinema de Roma, ele afirma que homossexuais têm o direito de construir uma família.

Segundo o jornal norte-americano The New York Times, o posicionamento do líder religioso é o “mais forte de um pontificado que assume um tom mais tolerante e inclusivo”.

O que divide a igreja neste momento é justamente a afirmação do Papa sobre o direito de todos estarem em uma família.

“Ninguém deveria ser descartado [da igreja] ou ser transformado em miserável por conta disso”, disse Francisco na entrevista ao documentário.

A produção do documentário é assinada pelo diretor soviético Evgeny Afineevsky e foi lançada no Festival de Cinema de Roma em uma sessão especial. Nele, Francisco aparece fazendo defesas não-convencionais, já que a união entre homossexuais é considerada imprópria pela igreja.

A escolha do diretor pela figura de Francisco em seu novo documentário ocorreu pela crença de que ele é “o único líder mundial capaz de de unir a humanidade”.

Dentro da Igreja

A ala conservadora da Igreja Católica de Roma tende a considerar Francisco como herege e comunista. Suas encíclicas costumam apresentar rompimentos já comuns do líder, desde a ausência de saudações e a abertura do diálogo para interpretações, como é o caso da última encíclia Fratelli Tutti.

No período curto do pontificado de Joseph Ratzinger, a igreja abordava questões como o respeito por homossexuais, mas recordava a não aprovação do chamado “comportamento homossexual” e não reconhecia a união civil de pessoas do mesmo sexo.

Continue lendo

Popular